terça-feira, 9 de agosto de 2016

POEMAS E TEXTOS NOVOS PARA NOVAS REFLEXÕES

Preciso ser capoeira na vida. Saber cair e levantar. Rodar saltar levantar e seguir.
A vida é dança, luta e jogo.
A vida é convite, banquete e desafio.
Edson Araújo Lima


Estradas travas trincos tramelas
Entradas saídas portas janelas
Caminhos corredores esquinas
Curvas lombadas traços linhas
Escolhas ganhos perdas resultados
Tentativas erros cálculos extratos
Sementes plantações
colheitas achados
Perdidos colhidos
Desprezados escolhidos
Aproveitados desperdiçados
Saltos tombos
Mergulhos voos
Paradas caminhadas
Surtos sustos
Surdos mudos
Fundos mundos
Tudos nadas
Sentimentos palavras
Amores amigos
Horrores perigos
Silêncios gritos
Tranquilos aflitos
Desistências insistências
Edson Araújo Lima
08.08.2016

Seja como for!
Beethovenmize-me, Mozartmize-me
Caetanimize-me, ChicoBuarquemize-me
Galmize-me, Betanimize-me
Anitemize-me, Ivetimize-me...
Rockmize-me, Rapmizi-me
Bossanovize-me, Sambime-me
Jazzmize-me, Bluesmize-me
Forromize-me, Breguimize-me
Popmize-me, Sertanejemize-me
Mas, por favor, musiquemize-me!
Edson Araújo Lima
09.08.2016


Um pouco de mim
Vontade de sentar ao lado de alguém e ficar assim em silêncio.
Olhando o mar, o bar, a avenida, a vida...
Ficar fragilizado, inseguro, indeciso, instável é tão humano quanto sentir-se forte, seguro, decidido, estável...
Permito ser estar sentir, sem máscaras nem mentiras.
Não sou uma farsa. Sou luta, dança, grito, gargalhada e lágrima.
Sou assim sendo eu mesmo.
E se esperam que eu seja outro não me acharão, não caminharão comigo, pois não me conhecerão de verdade.
Essa história de fingir ser e ter não me convence não me compra.
Posso e devo ter fé e determinação sim, mas JAMAIS serei o que querem e esperam que eu seja se não vier de dentro.
Sou esse que se apresenta e se não é esse que agrada serei desagradável e se não é esse que aceitam serei inaceitável.
Isso não significa jamais que devo ficar confortável com meus defeitos e minhas ansiedades, grosserias e fraquezas. Melhorar é uma meta.
É isso que busco a cada dia. Tem dia que estou bem, tem dia que estou ótimo e outros em que estou péssimo. Sou humano em constante transformação. Sou um operário em construção. Um caminhante, errante, cheio de questionamentos e labirintos internos.
Não fujo de mim. O espelho me perturba, mas o enfrento sem maquiagens.
Hoje choro. Amanhã rio.
Sou garoa, tempestade e furacão.
Sou esse e aquele. Isso e aquilo.
Nada me limita ou define.
E assim sigo sendo.
Edson Araújo Lima
08.08.2016
 


DEPOIS DA FESTA TEM O DEPOIS DA FESTA

Vivemos no TEMPO DA PROCURA
PROCURANDO DORY
PROCURANDO POKÉMON
PROCURANDO MEDALHAS
PROCURANDO EMPREGO...

(em tempos de Olimpíadas Rio 2016)

"O entretenimento é uma prancha.
A realidade é o mar. A arte, de vez em quando, tem que tirar essa prancha."
Ouvi um mestre dizer isso certo dia e acho ótimo. 


 

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

ÚLTIMAS DESSE QUE SOU E TENHO

Aceito esse dia.
E se minha dor não se tornar alegria
Que ao menos vire poesia.
E que alegre o coração de alguém
Que esteja mais triste do que eu.
Ainda que eu não esteja aí
Agora ao seu lado
Aceite agora meu abraço escrito.
E saiba
É pra frente que se anda.
E assim, nesse mundo nublado
Faremos nascer sóis.
Se o sol formos nós.
E se a caminhada fizermos com nossos pés.
Um dia ruim.
Outro bom.
Um novo dia. Um novo tom.
Aceita meu abraço.
Mande-me um abraço seu.
E caminharemos juntos.
Aí você.
Aqui eu.
E juntos clarearemos.
O que antes era breu.
É o novo nos convidando.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
22.01.2016




Reflexão matemática
Liguei meu ouvido num volume
E numa frequência que me permita ouvir o meu próprio coração
E também o som dos aflitos dos oprimidos.
Não existe ser feliz sozinho.
Não sou ilha.
Sou arquipélago com meus irmãos.
E juntos formamos essa imensa e bela paisagem.
Não é inútil nossa passagem,
se tivermos consciência de que não estamos sós.
Nossas dores e amores se unem.
Nossas vidas entrelaçadas formam poemas.
E nossos problemas ficam mais leves se forem resolvidos em grupo.
Nada é fácil.
Tudo é possível.
Sigo sendo
Eu.
Edson Araújo Lima
22.01.2016
6h40min

O novo de novo
Desperto para um novo dia
De novo
E permito que o novo
Se intale.
E restaure a novidade.
Que toda bondade chegue.
Que toda maldade apague.
E que acenda a luz do que
Queima para o bem o coração.
Um coração aquecido.
Uma oração.
Um dia bem cumprido.
Uma missão.
Aceito ser e seguir.
E a caminhada segue.
Que assim seja.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
22.01.2016
6h25min

Reflexão na madrugada 
Hoje tenho que agradecer pelo nascimento da minha sobrinha Clara, mais uma princesa na família e pedir que orem por mim. Tive um dia psicologicamente difícil.
Difícil demais!
Não sou super em nada.
Tem dias que eu também fico mal e abatido.
Hoje foi assim.
Mas não é essa a caminhada?
Vamos tentar juntar os cacos e seguir.
Sou apenas um ser humano na luta.
E a cada passo faço minha caminhada.
Edson Araújo Lima
21.01.2016
Não faço questão nenhuma de me mostrar perfeito.
Se está tudo bem digo e sorrio.
Se não está. Confesso e pronto!
Sigo sendo.
Eu.
21.01.2016
0:03min
Um dia não é como o outro.
Não é mesmo.
Edson Araújo Lima
20.01.2015

Nem sempre tudo está bem...
Mas ainda bem que a vida segue seu rumo
E nem todos nos conhecem e nos aceitam como realmente somos.
Mas a vida é assim mesmo.
E eu caminho entre os girassóis mesmo que o dia esteja nublado.
...........................
Quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace.
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste.
Quando eu estiver fogo
Simplesmente se encaixe.
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce.
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate
de dentro de ti...
Nando Reis
20,01,2016
17:59min

Um instante na madrugada 
Coração aflito.
Silêncio como um grito.
Pensamento voando.
Olhos perdidos pelo quarto.
Acordar numa nova manhã
E caminhar...
20.01.2016
01:10min

Reflexão na madrugada
QUEM É DONO DE QUEM?
Esse aparelho que tenho agora nas mãos é um companheiro nas horas de solidão ou de insônia, além de ser muito importante no meu trabalho e em diversas atividades do meu dia a dia, mas eu não sou dependente dele. 
Eu leio livros, vejo filmes, dou aulas, passo horas conversando com meus amigos e família e ele fica guardadinho. Aguardando o momento dele.
Ele não é inútil, pelo contrário, gosto muito dele, mas ele não me escraviza. 
Vivi anos da minha vida sem ele e, com certeza, posso viver algumas horas com ele desligado.
Ele não chora por causa de mim, não me beija na boca, não substitui meus amigos...
Faço com ele o que faço com o dinheiro, de vez em quando olho pra ele e digo QUEM É SEU DONO SOU EU E NÃO VOCÊ QUE É MEU DONO, ENTENDEU?
A vida, meus amigos, vai muito além de um aparelho celular.
A vida está fora das teclas e da tela. A vida corre livre além da janela. A vida me convida. E eu vou.
Essa rede social pode se tornar uma rede para aprisionar e te tornar anti-social.
"To fora! E às vezes to dentro"
Mas, sempre consciente do meu poder de decisão.
Hora de comer? Tchau celular.
Hora de estudar? Tchau celular.
Cinema, dvd? Tchau celular.
Teatro? TCHAU CELULAR!
Brincar e conversar com amigos e família? Tchau celular.
Um bom livro? Tchau celular.
Brincar com meus animais de estimação? Tchau celular.
Fazer amor? TCHAU CELULAR
Sou um utilizador constante e agradecido dessa ferramenta de comunicação.
Mas ESCRAVO? Jamais!
LIBERDADE JÁ!
Cuidado!
Vamos tentar?
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
19.01.2016
Sou um artista maluco.
E sou mestre na arte de fazer o que me der na telha.
Sem medo de ser feliz.
Edson Araújo Lima
18.01.2016

Reflexões no final do dia
Chega uma hora na vida que a gente não tem mais medo de errar e ser ridículo, pagar mico ou ficar envergonhado por ser quem se é.
Esse sou eu. Com esse corpo, essa voz, esse caráter, essa personalidade...
E sou mais livre, mais corajoso, mais tranquilo pra fazer aquilo que sinto de fazer.
Quero chorar. Choro. Quero reclamar, reclamo. Quero ficar trancado no quarto. Fico. Quero sair. Saio.
Quero gravar vídeos e postar. Gravo vídeos e posto e daí?
A minha medida é se estou fazendo algum mal a mim mesmo ou aos outros...
Se rirem. Que riam. Se não gostarem. Não vejam.
Tenho 48 anos. E a certeza de que o tempo não para nem volta, então não tenho mais tempo a perder.
Meu tempo é agora!
Minha hora é já!
Vou caminhar com meus passos.
Não vou agradar a todos e nem é essa a ideia.
A ideia é caminhar.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
17.01.2016
Nunca fui muito normal. Sempre fui um louco controlado.


Reflexões na madrugada
Gostar de fazer o bem não me faz ser perfeito. Estou bem longe disso.
Nem sou bonzinho.
Sou eu. Apenas eu. Acontece que eu tenho a prática de ver além de mim. De abrir a janela e me permitir ver o outro.
Nem sempre faço tudo que deveria fazer. Falho. Cometo injustiças. Me distraio. Esqueço de olhar...
Mas sempre que posso desperto. Abro melhor a janela da alma e me permito ouvir os gritos e os silêncios dos que estão à minha volta.
Não dá pra ajudar a todos. Então às vezes eu escolho um. Aquele que mexe mais com meu coração.
É como se eu ouvisse uma voz. Algo me diz aqui dentro.
- É ESSE. VAI. AJUDA ESSE!
Então eu sigo meu coração.
Às vezes é uma palavra, às vezes um agradecimento, às vezes uma campanha na internet, às vezes uma esmola, um presente, sei lá.
Se ganho um pouco já quero dividir. E não tenho orgulho, quando preciso eu peço ajuda e pronto. Fazer o quê?
Sou assim. Já me disseram várias coisas. Que tenho bom coração, que sou um anjo, que sou médium, que sou legal...
Na verdade sou apenas eu.
Um cara chato, ansioso, impaciente, com pontos de vista, senso crítico, sensibilidade, opções sexuais, artísticas, musicais e políticas que geram polêmicas, por isso nem tenho falado mais disso. Não falo por um só motivo. Não preciso ter razão sempre. Nem me importa. Importa é SER HUMANO.
E entender que cada pessoa nesse mundo é outro ser humano que, como eu, também merece ser feliz e realizado.
Não importa a raça, a cor da pele, a nacionalidade, a classe social, a sexualidade, o peso, o tipo de cabelo, o gosto musical, a preferência política, a comida preferida, a religião, a profissão... o que eu vejo é a alma, a necessidade de vida, de respeito, de ser feliz, de ser humano.
Se eu consigo ser sempre certinho?
Quase nunca.
EU ERRO MUITO MAIS DO QUE ACERTO.
Levo rasteiras. Me decepciono e também causo decepção.
Se vivo sempre sorrindo?
Não.
De vez em quando fico tão cinzento quanto um dia nublado.
Se eu sou sempre feliz e bem disposto?
Não também.
De vez em quando fico deprimido e penso que vou morrer. Me tranco no quarto.
Mas, daqui a pouco, lá estou eu a buscar a luz. Como o girassol.
Tenho muitos que me amam, me admiram e me respeitam, mas com certeza, deve ter quem me deteste, já chorei e fiz chorar. Já aproximei e afastei pessoas. Já adicionei e bloqueei muita gente nessa vida.
SOU SIMPLESMENTE EU.
E quer saber?
Sou assim e sigo assim.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
17.01.2016

Reflexão na madrugada
Se eu perder essa mania de querer ajudar a alguém eu simplesmente me perderei e não serei mais eu mesmo.
Só sou ajudado se ajudar alguém.
E se isso se espalhar o mundo será um lugar muito melhor e se não for o mundo todo, que seja pelo menos essa parte de mundo ao nosso redor.
Já vale, não é?
Edson Araújo Lima
16.01.2016
Sabe, acho que esse desejo honesto de ser útil para os outros nasceu na certeza que tenho de como sou pequeno e infeliz se ficar sozinho. E de como fico mais forte quando estou ajudando alguém. É um remédio para a minha própria necessidade de ajuda.
Edson Araújo Lima
16.01.2016
00:59min


É engraçado quando por um instante sua sombra caminha de pé e você se vê deitado.
Edson Araújo Lima
15.01.2016


Tire os tentáculos gigantes dos seus julgamentos de cima do meu navio.
Seja-te!
E deixa-me ser!
Sou capoeira na vida, sei dar meus aús, meus martelos, meus voos de morcego.
Mas ainda prefiro oferecer girassóis.
Edson Araújo Lima
15.01.2016

Reflexão na madrugada
O enigma do labirinto
Nada roubará o que aprendi nos livros, filmes e conhecimentos que busquei minha vida toda. Mantenho minha consciência e meus pontos de vista.
Mas humano tenho me permitido navegar. Aprofundamentos demasiados andam suspensos aguardando em baús, como tesouros de piratas, sob o X de uma ilha selvagem, cheia de perigos.
Cansei de ser cult e esquecido como um diamante valioso de avó jogado numa gaveta.
Tenho me permitido usar bijouterias baratas.
Joguei-me na 25 de março, na multidão.
Cansei de ser cult.
E que me julguem os "artistas, intelectuais, politicamente corretos enjoadinhos de plantão".
Conheço minha essência. Sou forte nas minhas raízes.
E tenho pés e pernas.
Sigo pelo caminho do risco.
E minha estrada eu mesmo traço.
Tenho pulado do 20 pro 200.
Ando atordoado - e me divertindo! - com os fortes sons do pop em que me encontro.
Permito soltar novos gritos. E eles têm sido ouvidos por novos ouvidos.
E assim sigo, causando estranhamentos.
Cansei de ser cult. E tenho mostrado um lado B.
Deixa-me ser.
Deixa-me experimentar.
Me apertaram demais.
Ou eu gritava ou morria.
Gritei.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
15.01.2016
Esse labirinto de palavras é um código que eu entendo. Um registro abstrato do concreto sobre o qual me joguei.
Arrebentei a porta. Passei.
Quero ver é me segurarem com ideologias baratas.
Tenho plena consciência de mim.
Decifra-me e te devoro!


Vai encarar?
Se liga na rima
Já fui Silva
Hoje sou Lima
Não tenho medo de mudar.
E se a treta se aproxima.
E aê "vamo encarar"
Desistir não é comigo
Tenho fé, paz e amigos
E se a vida me dá rasteira
Logo fico de pé,
não dou bobeira.
Vivo da arte sou artista e sou arteiro.
De onde vem a minha sorte?
Sou da raça, sou da força,
Tenho foco sou guerreiro!
E pra quem não me conhece
Sou Edson Araújo Lima
Um bravo brasileiro.
14.01.2016


O MISTÉRIO DE SER QUEM SOU.
Eu sigo em frente. Eu, meu coração, minha consciência tranquila, minha família, amigos, alunos, meus livros, filmes, textos e meu celular simples.
Sigo compartilhando ideias enquanto espero chegar a semana que vem e voltar a trabalhar. Nem sei ainda como será meu trabalho em 2016. Tudo é incerto. Estou fazendo o que posso, com toda minha fé e dedicação.
Faço divulgação do meu curso particular de teatro e vídeo, preparo as primeiras aulas para a produtora Carla Reimão, aguardo respostas positivas de projetos iniciados/semeados no ano passado, criei uma campanha que viralizou na internet para ajudar o Laercio Foka que ainda depende de uma matéria jornalística na ‪#‎RedeRecord‬, compartilhei o digno e importante site de ajuda do João Paulo que ainda tem esperança e será atendido no momento certo (eu creio!), criei o CARA NA TELA, com vídeos individuais, com a Bruna Oliveira e com o Lil Trax (Bruno Jardim) por sentir a necessidade de conseguir me comunicar de uma nova maneira com quem me segue e quem sabe ter algum retorno profissional, afinal de contas também tenho minhas contas.
Faço um balanço cansativo e produtivo desses dias, que começaram dia 21.12.2015 e segue numa ONDA LOUCA.
O que está reservado pra mim? Até aonde isso tudo me levará? A quem poderei ajudar de verdade? Quem poderá ME ajudar? Quem são as novas pessoas que entraram no meu facebook nesse período? Quem são os que CONTINUAM seguindo minhas postagens?
Quem lê meus poemas?
Quem acredita nas minhas ideias?
Que valor tem tudo isso?
Que valor EU tenho na vida das pessoas?
São tantas perguntas. E poucas respostas.
Mas, querem saber? São as perguntas que me movem.
E talvez, nem existam respostas pra tudo.
A único conclusão que chego é que...
A vida tem mistérios.
A vida segue rumos que, muitas vezes, eu só entenderei depois de muito tempo. E isso se entender. Nem tenho certeza se entenderei.
Se eu não entender, o mais importante é que vivi cada instante.
E cada instante é único.
E de repente, de uma hora pra outra, posso nem estar mais por aqui...
E ficará apenas minha história.
E a certeza de que eu segui meu coração e tentei fazer o meu melhor.
Edson Araújo Lima
12.01.2016
Bom dia pra todos.
Bom dia pra quem mesmo tendo pouco oferece ajuda a quem tem menos.
Bom dia pra quem mesmo estando triste oferece sorriso pra ver alguém feliz.
Bom dia pra quem mesmo sozinha é mãe e pai.
Bom dia pra quem mesmo sozinho é pai e mãe.
Bom dia pra quem mesmo desapontado com as notícias segue trabalhando honestamente.
Bom dia pra quem mesmo com todos os motivos pra desistir segue na luta.
Bom dia pra todos que mesmo que não tiveram uma boa noite acreditam que um novo dia pode e será um BOM DIA.
Vamos em frente!
Edson Araújo Lima
12.01.2016
Em mim o labirinto...
Caminho mais uma vez e sempre
por labirintos internos
E nesses caminhos me perco
e me acho.
Em cada esquina uma expectativa
surpresa susto sobressalto
perigos abrigos amigos
Estranhamentos e desacertos.
Espaços e apertos.
Longe e perto é tudo aqui.
Dentro.
Em mim mesmo.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
08.01.2016


Estranhem-me.
Critiquem-me.
Mas não me peçam para ser o que não sou.
Esse sou eu. Inteiro. Entregue.
Aquele que sonha colorido.
Aquele que oferece girassóis.
O que fala muito porque pensa rápido e que adora escrever.
Aquele que todo dia pensa numa nova forma de seguir adiante.
E segue.
Não pensem que revelo tudo de mim. Tenho meus internos, meus avessos, meus segredos, minhas inseguranças, pausas e silêncios.
Escolhi ser eu mesmo, pois só assim posso aprender a aceitar o outro.
De vez em quando minha auto estima cai tanto que dá vontade de entrar num buraco.
Se tenho vontade de desistir?
Todo dia.
Se desisto?
Nunca!
Sou extremamente insistente e batalhador. Eu olho a vida corajosamente e quando reclamo é porque por dentro estou em chamas.
Aceito o desafio de ser quem sou.
E sigo passo a passo com a certeza de que meu tempo é HOJE.
MINHA HORA É JÁ!
E amanhã será hoje novamente.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
08.01.2016


E vou continuar fazendo o bem.
É essência. É caráter.
E disso eu não abro mão.
Edson Araújo Lima
08.01.2016


UMA REFLEXÃO NA MANHÃ
Bom dia!
Nem tudo está bem.
E isso não faz mal.
Estar tudo bem não existe, pois temos muitas áreas na vida que precisam melhorar. Temos as dificuldades afetivas e financeiras, as questões existenciais, os planos profissionais ainda não realizados, a saúde com uma ou outra dificuldade...
Mas é assim mesmo que seguimos em diante. Caminhar é a cada passo e a cada dia.
É bem provável que muitas pessoas nesse momento sintam-se mais felizes que eu e também muitos outros que se sintam mais tristes. Depende do que cada um passa ou sente nesse momento.
Não me parece possível que TUDO esteja bem para alguém que olhe ao seu redor e veja um mundo com tanta gente sofrendo, tanta violência, tanta corrupção, tanta falta de amor...
Estar bem é estar bem com sua consciência e seu coração e tentar fazer o melhor possível para si mesmo e para os outros.
E nem sempre fazemos isso.
Os motivos são variados e não estão em julgamento.
Importa seguir.
E tentar, sinceramente, fazer o melhor.
Comparo a vida com um trem e seus vários vagões e tenho aprendido dia após dia colocar o vagão da alegria, da esperança e da paz bem à frente...
Vamos tentar?
Edson Araújo Lima
07.01.2016

REFLEXÕES NA MADRUGADA
Você não precisa ajudar todo mundo.
Você precisa ajudar alguém.
Você não precisa ser bonzinho o tempo todo.
Você precisa ser do bem.
Você não precisa ter um milhão de amigos.
Você precisa ter alguns amigos verdadeiramente amigos.
Você não precisa ser a pessoa mais linda e bem arrumada do mundo.
Você precisa se cuidar.
Você não precisa estar sempre bem.
Você não pode é estar sempre mal.
Você não precisa concordar com tudo.
Você não pode é desrespeitar quem discorda de você.
Você não precisa ser perfeito.
Você não pode é não reconhecer seus erros e achar que sempre os outros é que estão errados.
Você não precisa pensar como eu.
Você não pode é viver sem pensar.
Pensar dói, mas é necessário.
Edson Araújo Lima
06.01.2016

Uma outra pequena história de amor
Em certa festa de noite enluarada
um lindo rei girassol
convidou uma rosa para dançar
Ela imediatamente retirou
seu casaco de espinhos e aceitou.
Os dois rodaram pela noite
no salão
E conversaram segredos no jardim.
Sobre o que fizeram depois...
A curiosa margarida nunca soube.
Algumas outras rosas ficaram sabendo e riem baixinho com essa história.
Mas elas não falam.
As rosas não falam.
Nunca.
Edson Araújo Lima
05.01.2016
(Simplesmente fui dormir às 4h30min e acordei às 7h50 com esse poeminha na cabeça. Desculpem, sou doente. Sofro de insônia e de poesia crônica).
Ofereço à minha querida amiga Lucelia Machiaveli e à querida aluna Maria Alice Borsatto, ambas incentivadoras eficazes e incansáveis deste escritor "maisoumenos".

REFLEXÕES NA MADRUGADA
Eu não acredito na perfeita felicidade de todas as belas postagens das redes sociais.
Mas acho bacana e bem melhor postar as coisas boas por aqui.
Tenho aprendido cada vez mais que isso é bem agradável.
Houve uma época, bem próxima até, que eu postava muitos desabafos, umas coisas bem baixo astral, desabafava de maneira "pesada" aí então, de repente numa semana de conversas, principalmente com a queridaMárcia Silva e com o Ulisses Andrade tive uma iluminação:
Que a vida é como um trem, com vários vagões e que o primeiro é o que puxa os outros e o primeiro que aparece... se você mostrar primeiro a tristeza, os problemas, as derrotas... fica bem mais difícil.
Então é isso aí!
Vamos mostrar o positivo, o bom, a fé, a luta com olhos de guerreiro, as flores, a poesia, a alegria...
Afinal na janela a gente sempre quer colocar cortinas coloridas, vasos com flores...
Isso não é falsidade é ATITUDE POSITIVA.
FAÇO E RECOMENDO.
Edson Araújo Lima
05.01.2015

Aquilo que sou
é impossível que eu não seja.
Aquilo que tenho
é possível de se perder.
Ser é sempre.
Ter é instável.
Importa ser.
E ter o que for importante manter.
Edson Araújo Lima
04.01.2016
Vou assim semeando do meu jeito minha maneira de viver e conquistar as minhas coisas. Não puxo tapete nem dou rasteira em ninguém, apenas sigo tentando, renovando as forças, inovando, reinventando e experimentando novas ideias.
Quem não me conhece, não sabe da minha luta, não conhece meus avessos.
E, por isso ofereço a todos meus vídeos, meus passos, meus versos...
E não tenho vergonha de tentar.
Edson Araújo Lima
02.01.2016
Não espere muito de mim.
Nada posso prometer
A não ser aquilo que sou
Se lhe interessar...
Edson Araújo Lima
02.01.2016


Só realmente somos alguém quando reconhecemos que precisamos um dos outros para sermos melhores.
Sem os outros você fica sozinho e aí...?
Se esquecer disso não pode haver feliz ano novo.
Edson Araújo Lima
01.01.2016


Chego ao fim do ano tendo cada vez mais a certeza de que o caminho se faz a cada passo. E a vida segue o caminho que a gente mesmo traça. Esse ano não foi um ano fácil. Fácil pra ninguém. As dificuldades e desafios pediram novas atitudes, novos rumos e eu fiz o que a vida pedia. Respirei fundo. Chorei. Enxuguei as lágrimas. Abri mão de coisas que eu achava tão importantes, como por exemplo, morar sozinho, namorar, tentar mudar para o centro de São Paulo... Parei de dar meu curso de teatro no primeiro semestre. Fiquei abatido.
Mas, ergui a cabeça, procurei o Sol, como fazem os girassóis. E segui.
No segundo semestre, já na casa da minha mãe novamente, depois de 15 anos, voltei com meu curso de teatro. Perdi minha avó - que viveu feliz por 102 anos e não posso reclamar. Voltei com a peça infantil O que é, o que é? Escrevi e montei a peça com a CiaClaVan - Turma 6: URBANICIDADE 6 Flores, peixes e guarda-chuvas com a ajuda do meu querido amigo/irmãoSérgio Karvalho e um elenco dedicado e talentoso de alunos e atores na Praça Roosevelt.
Dei aulas por mais uma ano na Produtora Carla Reimão Tv e tive alunos maravilhosos e lá dirigi muitos curta metragens.
O ano estava quase terminando quando, já nas férias conheci o novo amigoLaercio Foka e comecei a campanha ‪#‎vamosajudarolaercio‬ que movimenta milhares de pessoas e ainda nem sei ao certo no que vai dar, mas com certeza mudou a vida dele, a minha vida e o modo de pensar e olhar de muita gente.
Mostramos que juntos somos mais fortes. E que o amor, a solidariedade e a amizade ainda são sentimentos que movem a maioria das pessoas nesse mundo caótico e violento.
Mantive os queridos de tantos anos, conheci novos alunos, novos amigos, novos irmãos, ganhei, perdi, dei a volta por cima e me mantenho em pé, caminhando entre os girassóis.
VALEU 2015.
VENHA 2016!
E continuarei caminhando como sempre.
O futuro é uma ilusão. O que existe é o HOJE.
E é nesse hoje - presente - que pisarei no chão com fé, esperança, coragem, paz e a certeza de que minha história é escrita página por página, dia após dia.
E a caminhada segue.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
31.12.2015


Se você quer você pode, mas...
Tem que crer e agir para conseguir.
Edson Araújo Lima
28.12.2015


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

MADRUGADA INTENSA - CHUVA DE PALAVRAS



Uau! Como escrevi poemas nessa madrugada.
Uma explosão de sentimentos.
Um erupção vulcânica de gritos escritos.
Edson Araújo Lima
04.11.2015

Transformo meu espanto
Em canto.
Edson Araújo Lima
04.11.2015

Quando me apresentaram às letras, não me alertaram sobre o perigo.
Perdi-me nelas!
Loucamente!
E não há saída.
Edson Araújo Lima
04.11.2015

Profusão Insana.
Com(fusão).
Palavra Sempre.
Di(fusão)
Pensamento Des(organizado)
Orgasmos de Variações.
Explodem.
Eclodem.
Palavra Escrita.
De organogramas criada.
(mal)Criada.
Ponte do Meu Ser.
Misteriosa Mistura.
(IN)conclusiva Convulsão.
Até que.
Marginalizada Palavra.
Código Paralelo.
Anexo Intruso.
Ponto.
Em fim de começo.
Ao meio.
Estratégica Palavra Mágica.
Soltapresanatela.
Eu.
Enfim. Fim.
Edson Araújo Lima
04.11.2015

Aquele que retira a cor da vida
Crave as unhas no peito e retire dele o coração. Arranhe sua alma com suas unhas afiadas.
Perca entre os dedos os seus desejos.
Esmague o crânio das suas vontades. Erga suas mãos para a ignorância.
Parta o lápis. Rasgue o caderno de poemas.
Incendeie a sua caixa de ideias.
Acene para suas virtudes e talentos.
Jogue na lixeira seus sonhos.
É isso que diz Aquele que retira a cor da vida.
Use suas mãos e tape os ouvidos pra ele.
Pegue com suas mãos os lápis de cor e as tintas.
E mãos às obras!
Edson Araújo Lima
04.11.2015
3h03min

Sangue! Sangue! Sangue!
Gritam as ruas.
E os fantasmas das ideias transitam entre mortos-vivos sem ideologia.
Matem! Queimem! Enforquem!
Ordenam senhores e senhoras sentados em brancos sofás de couro.
Prendam! Apredrejem! Aniquilem!
Esbaforidos odiosos acrescentam com suas taças de vinho bordeux e seus sextavados copos de whisky.
Ah! A vida gelada dos senhores.
Arre! A vida idiota desse bando de imbecis.
Edson Araújo Lima
04.11.2015
- O que o senhor quis dizer quando escreveu esse poema?
- Qual?
- Esse que diz: Eles batem os copos no balcão do bar e gritam SANGUE! SANGUE!
- Não me lembro o que eu quis dizer, mas vejo que eu estava muito bravo quando disse.
"relembrando O CARTEIRO E O POETA"
 
Poeminha para Augusto dos Anjos
Espeta-me a incerteza.
Atravessa-me a garganta,
como dolorosa espinha de peixe, a dúvida.
Convida-me insistentemente a derrota.
Dá-me rasteiras a conta bancária e ensurdece-me as notícias dos telejornais vespertinos e noturnos.
Sobe-me à boca a ânsia de vômito da indiferença.
Apunhala-me o desprezo.
Agiganta-se o grito assustado.
Aquieta-se a minha alma.
E num sopro, apago o incêndio da floresta.
Edson Araújo Lima
04.11.2015
2h11

Eudemim
Têm dias que a gente não se sente muito bem.
Algumas pessoas, sem querer, distraidamente e até propositalmente deixam a gente meio triste, meio inseguro.
Eu não tenho a pretensão ou a intenção de parecer saber tudo ou ser o dono da verdade.
Eu apenas sigo o que sinto. Ajo e reajo de acordo com os desafios e trilho o caminho que minha consciência levar de maneira mais leve e amena.
Perco-me tentando me encontrar.
Erro tentando acertar.
Calo-me para não ferir e outras vezes falo sem pensar e causo dor nos outros e em mim mesmo.
Sei um pouco sobre algumas coisas e gosto de compartilhar, mas o que gosto e necessito mesmo é aprender.
Posso ser duro, às vezes, mas não sou inflexível.
Tenho extremo respeito pela terra e pelo pó que me cobrirá um dia, assim como cobrirá a todos. E, mesmo quem não for coberto pelo pó, também nele se transformará. E essa a finalização de toda a arrogância.
Amo a arte que estudo e pratico, mas não me gabo nem digo JAMAIS que sei tudo ou que sou o dono da verdade.
Reconheço minhas imperfeições com tranquilidade e espanto.
Grito se dói.
Choro diante da dor, da tristeza, da alegria e da beleza.
Nem sempre uso da rima.
Aceito minha parte homem e não nego minha porção mulher, pois sou feito dos dois.
Acredito em formas controversas de amor.
Eu faço versos no silêncio como quem grita diante de um grande canion.
E ouço os ecos desses gritos.
Às vezes rio.
Às vezes choro.
Mas sempre sigo.
Sigo sendo.
Eu.
Edson Araújo Lima
04.11.2015
1h50min